Navegar é preciso

NAVEGAR É PRECISO

O presidente Lula disse nesta terça-feira que o Brasil, no final do governo Dilma, alcançará o G-5 da economia mundial. Só a imprensa brasileira, segundo ele, não acredita nisso.

Dois pontos: primeiro: o Banco Mundial sustenta que, até 2015, a economia global crescerá pela média de 4,5% ao ano. A do Brasil, 5%.

Ocorre que, para desfilar crachá de quinta potência do mundo até 2015, o país teria de crescer pela média de 7,5% ao ano no governo Dilma.

Segundo: sobre a imprensa, maior implicância do presidente Lula, o lembrete de John Kennedy: “chefe de governo que se queixa da imprensa é como capitão de navio que se queixa do mar”.

Ou seja, navegar é preciso.

Deflação natalina
Papai Noel 2010 atacou de trenó chipado com renas digitais, virtuais e virtuosas. Os produtos de informática, liderados por notebooks, PC de mão, foram os campeões do segmento, neste dezembro: vendas 65% maiores que as do Natal 2009. Nos PCs de mesa, aumento de apenas 7%. Pra que PC de mesa se o PC de mão faz tudo e de tudo em qualquer lugar ou situação?

E mais: os celulares com PC a bordo, incluindo a internet banda larga, foram o segundo item mais empacotado para presente nas lojas. Isso sem contar os 80 mil i-pads vendidos em dezembro, malgrado preços ainda salgados, como todo lançamento de TI-TC.

No mano a mano do PC d mesa versus PC de mão, o mercado fecha 2010 no empate técnico: 7 milhões de unidades na mesa, 7 milhões na mão – o de mesa, em viés de baixa.

Detalhe precioso: os presentes preferidos do Papai Noel 2010 ficaram mais baratos que os do Papai Noel 2009: em 37% nos celulares 3G/4G, em 27% nos PC de mesa e de mão, em 22% nos televisores LCD.

Eis a questão: mesmo com explosão de vendas nos terminais do varejo, movido a crediário de loja de até 12 meses no cartão sem juros, o mercado TI-TC continua em deflação. Nada a ver com a tal de inflação de demanda, que ainda apavora os canônicos do BC, ainda com o dedo no gatilho do crédito bancário mais curto e mais caro do mundo.

Deflação fincada no tripé inovação, escalabilidade e competição, do que resulta a oferta de produtos cada vez melhores a custos e preços cada vez menores.

Os dogmáticos do BC e do próprio mercado financeiro ignoram a sabedoria de Lord Keynes, que escreveu em 1933: “quando a realidade econômica muda, minha convicção econômica também muda”. Bingo!
(28/12/2010)

Joelmir Beting

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s