IRMÃ NEVES – Ela faz o bem sem olhar a quem

Nos últimos 32 anos, a filha de pescador formada em Pedagogia perdeu as contas de quantas vidas ajudou a salvar na Ponte do Imaruim, em Palhoça

Você, com certeza, já ouviu o ditado “fazer o bem sem olhar a quem”. Mas já fez algo para torná-lo real? A senhora da foto no alto desta página tem 86 anos e já perdeu a conta de quantas dificuldades enfrentou por vontade de promover, voluntariamente, o bem-estar do próximo.

Irmã Neves nunca se acomodou. Fundadora da ONG João Paulo II, na Ponte do Imaruim, em Palhoça, ajudou a comunidade a se desenvolver. Implantou, em 1979, a associação de moradores. Ensinou aos homens a pesca e às mulheres como cuidar de um lar. No ano seguinte, inaugurou a creche, depois construiu a igreja, rezou pelos doentes e nunca deixou de aconselhar pais e filhos. Em mais de três décadas, salvou milhares de vidas.

Os cabelos parecem algodão e o sorriso é tímido. Com voz calma, ela tranquiliza quem chega perto. Acorda às 6h para rezar. Quando a primeira das 170 crianças chega à ONG, abre os braços para o abraço apertado e o beijo na testa. Assim faz com todos os outros que entram pelo portão.

Entre as aulas, atividades recreativas e cursos profissionalizantes, eles recebem o maior ensinamento da irmã: fazer o bem. A creche é um dos ramos do projeto Desenvolvimento Comunitário da Praia, implantando por ela. Durante a semana, visita as 1,6 mil famílias que ajuda, andando pelas ruelas de Palhoça. Quando sente-se cansada, recebe o povo noite e dia. É considerada uma conselheira quase milagrosa.

– É apenas uma orientação, uma ajuda espiritual. São pessoas carentes de material e ricas em alma. Nunca desisti, sempre lutei pelo amor entre os homens e assim farei enquanto Deus me der força – conta.

Quando ela entra no refeitório, os alunos ficam em silêncio. É a prova do respeito conquistado com carinho. O mesmo acontece no pátio, na sala de aula, no corredor. Um sorriso, um bom dia, um abraço. Gestos trocados entre quem tem muito a viver e quem já viveu muito. Ao lembrar das vezes em que não tinha o que servir aos que batiam na porta da ONG, Irmã Neves sente a voz trêmula. Em seguida, deixa a tristeza de lado e agradece a Deus pela força ao longo dos anos.

Contando a história da comunidade, viaja ao tempo e lembra da época em que o mar era limpo e a pesca sustentava as famílias:

– A enchente de 1991 fez a água varrer tudo. O mar nunca mais voltou a ser como era. As pessoas perderam a fonte de renda e a esperança. Com dignidade levantamos tudo. Não me canso de ajudar.

Nascida em Florianópolis, Irmã Neves é filha de pescador e formada em Pedagogia. Lecionou em Florianópolis, Lages, Laguna, Tubarão e Tijucas. Aos 18 anos, ingressou na congregação das Irmãs da Fraternidade Esperança e nunca mais deixou de ajudar quem encontrasse pelo caminho. Atribui o sucesso à generosidade de muitos colaboradores anônimos e à disposição quando a ênfase é a promoção humana. Sobre a vocação, declara que sempre soube o que deveria fazer:

– Tenho que ensinar a pescar ao invés de dar somente o peixe, é o caminho mais digno e duradouro. Eu durmo tranquila por causa disso.

alessandra.toniazzo@horasc.com.br

ALESSANDRA TONIAZZO

Para participar
O pedido que Irmã Neves mais faz em suas orações é de encontrar voluntários para a reforma do muro na frente da creche. O custo chega a R$ 10 mil. Dinheiro, mão de obra e material que a ONG não tem. O muro, que está caindo, é a segurança das rianças e adolescentes atendidos na instituição. Se você quer ajudar, pode levar mantimentos, material de construção e roupas até o endereço Rua João Gonçalves, 128, Ponte do Imaruim, em Palhoça. Doações em dinheiro podem ser feitas na Conta Corrente: 13.658-1, Agência: 5.449-6, Banco do Brasil.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s