PREFEITURA INAUGURA DUAS RUAS, NA PRAIA DE FORA E GUARDA DO CUBATÃO

As obras incluem infraestrutura completa com drenagem, pavimentação e iluminação.

Duas ruas foram inauguradas, no sábado (15), no bairro Guarda do Cubatão e no balneário Praia de Fora. São obras compostas de infraestrutura completa – pavimentação com paver, drenagem e iluminação com lâmpadas de led, mais econômicas e significativamente eficientes.

Pela manhã o prefeito, Camilo Martins, entregou à comunidade da Guarda do Cubatão a Rua Raul João dos Santos, que além da pavimentação e drenagem também foi beneficiada com uma nova rede de iluminação.

No começo da tarde foi inaugurada a Beira-Mar Sol, na Praia de Fora. Também pavimentada com lajotas paver, a obra se completa com drenagem e calçadas, além de sinalização (pintura de faixas, placas indicativas e pontos de travessia de pedestres).

O projeto de iluminação – uma réplica do modelo já implantado em praias localizadas no Sul, como Balneário Ponta do Papagaio, Sonho e Pinheira – também será implantado na Beira-Mar Sol, na Praia de Fora.

Os serviços de infraestrutura da Rua Raul João dos Santos, na Guarda do Cubatão, foram custeados com recursos da administração municipal. Na Praia de Fora, funcionou o programa “Mãos Dadas, Mãos à Obra”, o qual já foram pavimentadas diversas ruas. A Prefeitura fez o projeto e forneceu todo o material e serviços de engenharia, por meio da Secretaria de Infraestrutura, e os moradores arcaram com a mão de obra, conforme prevê o programa.

Durante as entregas, o prefeito fez referência à “superação de momento difíceis” e citou que as diversas obras que a administração municipal vem concluindo e entregando aos munícipes são “resultado de muito planejamento. Numa primeira etapa, organizamos a casa, fizemos muita economia e priorizamos o planejamento”, lembrou o prefeito. “Depois, passamos à fase das realizações”, enfatizou.

Investimento em obras e mobilidade urbana

Camilo Martins mencionou “importantes obras de mobilidade urbana”, que estão acontecendo, principalmente a Avenida das Torres, cujo traçado vai interligar o extremo norte do município, na divisa com São José, com os loteamentos Pagani I e II, beneficiando os bairros Pedra Branca e Passa Vinte, entre outros.

O prefeito revelou, também, que a Prefeitura está fazendo o lançamento dos editais para obras de asfalto e drenagem dos corredores de ônibus. Todos os projetos estão concluídos e os recursos, de R$ 20 milhões, estão assegurados em contrato assinado com o Badesc.

Devem ser compreendidos como corredores de ônibus, os pontos estratégicos do sistema viário municipal, onde se concentram as principais linhas do transporte coletivo. Como é o caso do eixo Aririú / Pacheco / Vila Nova / Barra / Rio Grande. As obras na Avenida Rio Grande e Rua Sell já foram concluídas.

Outras avenidas, muito utilizadas pelo transporte coletivo – o acesso ao bairro São Sebastião (“estrada velha”) e a “geral” da Guarda do Cubatão – também serão asfaltadas.

Na opinião do prefeito, essas obras “vão oferecer mais qualidade de vida aos palhocenses. Vão facilitar a ligação dos bairros entre si e com o centro urbano de Palhoça”. Para o prefeito, “os maiores beneficiários serão os usuários do transporte coletivo, mas os benefícios se estendem a toda a população”, disse.

Outra importante obra do projeto de mobilidade urbana – ligando o Jardim Eldorado, em Palhoça, com o município de São José – também está na prancheta da Secretaria de Infraestrutura. “Uma das prioridades dessa gestão é melhorar, consideravelmente, a mobilidade urbana”, destacou Camilo Martins.

Baby Espíndola
3279-1775
Comunicação / Prefeitura de Palhoça

Fotos: Nagib de Pieri – PMP

Todas as matérias e fotos da comunicação da Prefeitura Municipal de Palhoça são de domínio público, desde que conservados os créditos

PREFEITURA APRESENTA REURBANIZAÇÃO DA COMUNIDADE FREI DAMIÃO

Vão ser erguidas 700 casas para moradores cadastrados que já vivem na comunidade

O prefeito, Camilo Martins, reuniu técnicos e gestores da administração municipal e representantes de organizações sociais para expor o Projeto de Reurbanização do Loteamento Frei Damião, que prevê uma remodelação completa na comunidade. A Prefeitura estima que serão necessários mais de R$100 milhões para implantar todo o projeto.

Na reunião foi pré-agendado outro encontro para o dia 17 de outubro, desta vez, na comunidade para que um maior número de habitantes possam conhecer detalhes do projeto, que vai transformar uma região carente em um loteamento com qualidade de vida e infraestrutura mínima que os moradores precisam.

Para o prefeito não se trata de um conjunto de obras pontuais, um projeto extenso que vai ser realizado com recursos do próprio município, do Governo do Estado e da União. “Trata-se de uma reurbanização, que visa oferecer cidadania àquela comunidade. Precisamos pensar grande, para colocarmos esse projeto em prática”, afirmou o prefeito.

O conjunto de obras compreende: recuo para pontos de ônibus; espaços públicos para creche e área esportiva; parques verdes com praças espalhadas por toda comunidade; centro de triagem e reciclagem de lixo; drenagem, implementação de rede de esgoto e pavimentação.

Os serviços, que serão custeados pelo próprio município, como algumas obras de drenagem, deverão ser iniciados o mais breve possível.

Na área habitacional, o projeto prevê a construção de pelo menos 700 unidades habitacionais, que serão reservadas, prioritariamente, às famílias cadastradas, que já residem no loteamento.

Participaram da reunião as Secretarias de Infraestrutura, Habitação, Serviços Públicos, Assistência Social, Educação e Saúde. Além de diretores de escolas do Frei Damião e do Jardim Eldorado, além de entidades representativas dos moradores.

O secretário de Infraestrutura, Eduardo Freccia, disse que novas reuniões técnicas com representantes da Caixa Econômica Federal deverão ser realizadas para definir detalhes finais do projeto, viabilizando a captação dos recursos necessários.

Baby Espíndola
3279-1812

Comunicação / Prefeitura de Palhoça

Fotos: Nagib de Pieri – PMP

Todas as matérias e fotos da comunicação da Prefeitura Municipal de Palhoça são de domínio público, desde que conservados os créditos.