Coluna Marcelo Tolentino

Coluna Marcelo Tolentino Jornal Notícias do Dia de 26/03/10.

Anúncios

CCPI no Jornal Hora de SC

Coluna do Cabeção, Jornal Palavra Palhocense, 28/05/2009

Fofocas do cabeção
A coluna recebeu o convite da posse de Adriano Mattos para a Presidência do Conselho Comunitário da Ponte do Imaruim, no dia 06 de Junho. Desejo ao amigo e toda a sua Diretoria sucesso nesta nova caminhada. Orildo Silveira.

Res:
Agradecemos os comentários. Sabemos que o piano é pesado, porém não irá faltar esforço e motivação para realizar um ótimo trabalho. Contamos com sua presença! Grande abraço!!

Adriano Mattos
Presidente eleito CCPI Gestão 2009/2012

Josué da Silva Mattos recebe homenagem e homenageia funcionários do CCPI

Uma bonita homenagem prestada ao líder comunitário e Secretário Municipal Josué da Silva Mattos, marcou a noite da última terça-feira, 26, no Conselho Comunitário Ponte do Imaruim. O evento foi organizado pelos funcionários do Conselho para homenagear o Presidente Josué, que presidiu a instituição por mais de 20 anos e despede-se da instituição.
Na oportunidade Josué também homenageou seus colaboradores e sua diretoria, oferecendo mimos aos coordenadores e um relógio de parede aos funcionários, membros de sua diretoria e jornais locais, pelo apoio que recebeu durante sua presidência. Josué deixa o cargo no próximo dia 6 de junho, quando assume a presidência do Conselho, Adriano Mattos, que prometeu continuar o trabalho de seu pai, que deixa o importante legado de ser considerado o terceiro mais organizado Conselho Comunitário do Estado de Santa Catarina, atendendo mais de 1 mil pessoas entre crianças, adolescentes, jovens e idosos. Após as homenagens, os convidados e funcionários foram recepcionados com um saboroso jantar. Acompanhe alguns lances da bonita festa e veja mais fotos no site http://www.palhocense.com.br

Direito de resposta – Ref. Jornal Expresso Ponte, Maio/2009

Direito de reposta encaminhado no dia 07/05/2009 por e-mail para o Jornal Expresso Ponte e para o Sr Marcos Freitas:

Encaminho direito de resposta referente ao comentário no jornal Expresso Ponte, Ano I, edição 08, maio de 2009, página 3, coluna “Freitas – Opinião – Tas de saca…” a ser publicado na íntegra.:

Prezado Sr Marcos de Freitas,

Cumpre-me como cidadão palhocense, morador do bairro Ponte do Imaruim e presidente eleito do CCPI gestão 2009/2012 tecer alguns comentários a respeito de sua nota no jornal Expresso Ponte, edição 08 de Maio de 2009.

Segundo descrito em sua coluna, o senhor ouviu e não acreditou novamente, que “dizem” que já estão plantando um novo nome para assumir a presidência do Centro Comunitário da Ponte do Imaruim. E o senhor espera que o nome seja uma pessoa que tenha mostrado algum trabalho comunitário junto ao bairro. E termina dizendo “Chega de nomes com interesses políticos!”

Talvez causa-lhe estranheza pelo fato de não ver meu nome estampado nos jornais, ouvido nas rádios ou visto na televisão.

Quando o senhor se refere a alguma pessoa que tenha mostrado trabalho comunitário junto ao bairro, talvez seria melhor se informar sobre as pessoas sobre a qual tece comentários.

Há muito tempo sim, eu venho realizando diversos serviços voluntários, conforme segue:

– Sócio-fundados da Associação Movimento Cultural Palhocense;

– Diretor da Associação Ambientalista Viva o Verde;

– Assistente Graduado do Treinamento Dale Carnegie;

– Diretor Institucional da Associação Comercial e Industrial de Palhoça – ACIP;

– Delegado do Conselho Regional de Contabilidade de Santa Catarina;

– Sócio fundador e tesoureiro do Lions Clube de Palhoça;

– Colaborador da Noites do Sul do Clube 7 de Setembro;

– Intercambio com a Associação Nacional dos Contadores e Economistas de Cuba;

– Intercâmbio com a Sociedade Cubana de Contabilidade;

– Intercâmbio com a Universidade de Matanzas – Cuba;

– Criador do Núcleo das Empresas do Grande Aririu;

– Sócio-fundador do Núcleo de Contabilistas de Florianópolis;

– Sócio-fundador do Núcleo de Contabilistas de Palhoça;

– Conselheiro fiscal do Conselho Comunitário da Ponte do Imaruim,

entre outras.

Talvez o senhor não me veja estampado nos meios de comunicação, pois diferentemente de muitos “pavões” que necessitam se aparecer a todo custo para mostrar um mínimo de trabalho que realiza ou realizar propostas infundadas, eu trabalho nos bastidores, não me importando com os flashes das câmeras, nem das tribunas e microfones. Tampoco necessito pagar para ter o meu nome estampado nas capas de jornais.

Quando o senhor diz que estão “plantando um novo nome”, mais uma vez gostaria de lhe explicar:

O edital para participar das eleições foi publicado na sede do CCPI, e nos jornais que de forma gratuita se propuseram a divulgar. Talvez o senhor não tenha conhecimento, mas o CCPI é uma entidade idônea, sem fins lucrativos e sem interesses políticos. Cabe a mim como morador, atual conselheiro, e futuro presidente eleito, lhe oferecer as informações sobre as eleições. O CCPI deixou a disposição a inscrição de quantas chapas fossem necessárias para concorrer as eleições. Ocorre que nenhum nome do bairro se manifestou para encabeçar a uma outra chapa. Oportunidade foi dada, e isso se chama democracia. A votação foi realizada em uma quinta-feira, no dia 16/04, das 8hs as 18hs. Para a sua informação, 75 pessoas se retiraram de suas casas, deixaram o que estavam fazendo e foram até o CCPI votar. Destes, apenas 2 votos foram contrários e apenas 1 em branco e 72 votos a favor. Lembrando que o voto é facultativo, ou seja, ninguém foi obrigado a ir votar. Exerceu o direito de cidadania aquele que assim o quis. Note que o percentual de aprovação foi de 96%, talvez um dos maiores já registrados na entidade. Repito: DEMOCRATICAMENTE!

Acredito senhor Marcos de Freitas que existem sim pessoas plantadas. Mas pessoas plantadas esperando a cada 4 anos para sair as ruas pedindo votos, dizendo que vai fazer isso, ou prometendo fazer aquilo. Pessoas plantadas que não movem uma palha em prol do seu próximo ou de sua comunidade. Pessoas plantadas que falam sem conhecimento de causa. Porque o mais fácil é criticar, e não descobrir a verdade.

O meu trabalho comunitário é sem nenhum interesse financeiro ou político. Trabalho pelo bem de minha comunidade, do meu bairro e do meu município. E isso se chama cidadania e responsabilidade social.

Precisamos sim de pessoas que queiram contribuir cada vez mais para o crescimento do local onde vivemos. Precisamos sim de pessoas honestas e idôneas que queiram dar o melhor de si para poder se orgulhar de que fez algo para o próximo.

Atenciosamente,

Adriano Mattos
Presidente eleito CCPI Gestão 2009/2012
Conselheiro do CCPI Gestão 2006/2009